Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hora do Planeta

19
Jan17

Ema oho líder indíjena ambiental mexikanu ne'ebé la konkorda ho tesi ilegal ai-hun sira

SAPO TL

Líder indíjena mexikanu, ne'ebé hetan Prémiu Ambiental Goldman iha tinan 2005, tanba luta hasoru tesi ilegal ai-hun sira, ema oho, liutiha tinan ida hafoin líder ida seluk ne'ebé simu mós Prémiu ne'e ema oho iha Honduras. 


 



Foto@ Environmental Organization Goldman Handout/EPA


 


Gabinete hosi prokurador ba Estadu Chihuahua, iha norte nasaun nian, liuhosi komunikadu ida, informa ona iha loron-kuarta katak Isidro Baldenegro, tinan 51, ema oho iha loron-domingu, iha nia tio nia uma, iha sidade Guadalupe y Calvo. Autoridade sira investiga hela motivu.


 


Prokurador sira adianta ona katak Baldenegro hetan tiru pelumenus dala neen, no tiru ne'e kona iha hirus-matan, kabun no ain sira.


 


Mane ida ho tinan 25, ne'ebé autoridade sira buka hela hanesan suspeitu, iha mós fatin akontesimentu no halai hafoin tiruteiu.


 


Fundasaun Ambiental Goldman fó sai ona komunikadu ida, hodi deklara katak "senti perturbadu tebes", tanba akontesimentu ne'e no apela ona ba investigasaun ida, hodi hatete katak Baldenegro hanesan líder hosi povu indíjena Tarahumara.


 


"Nia serbisu kontínuo, organiza protestu pasífiku sira hasoru tesi ilegal ai-hun sira iha foho sira Sierra Madre nian ajuda ona proteje ai-laran sira, rai sira no direitu sira hosi nia povu", afirma ona hosi prezidente Goldman nian, Susan R. Gelman.


 


Ativista indíjena ambiental seluk, feto hondureña ho naran Berta Caceres, ne'ebé simu ona Prémiu Goldman 2015 tanba organiza opozisaun hasoru projetu hidroelétriku ida iha rai ansentral sira hosi nia povu Lenca, ema oho iha loron 03 Marsu, bainhira mane sira ho kilat tama iha nia uma iha kalan no hahú tiru hasoru nia dala haat.


 


Observador sira hatete beibeik katak oho ativista ambiental sira akontese beibeik iha Amérika Latina. Tuir organizasaun la'ós governu nian Global Witness, ema na'in 450 resin maka ema oho iha rejiaun entre tinan 2010 no 2014.


 


ho Lusa

19
Jan17

Assassinado líder indígena ambiental mexicano opositor a abate ilegal de árvores

SAPO TL

Um líder indígena mexicano, distinguido com o prestigioso Prémio Ambiental Goldman em 2005, pela luta contra o abate ilegal de árvores, foi assassinado, menos de um ano depois de outro recebedor daquele Prémio também ter sido morto, nas Honduras. 


 



Foto@ Environmental Organization Goldman Handout/EPA


 


O gabinete do procurador para o Estado de Chihuahua, no norte do país, através de um comunicado, informou na quarta-feira que Isidro Baldenegro, de 51 anos, foi assassinado no domingo, na casa do seu tio, na cidade de Guadalupe y Calvo. As autoridades estão a investigar o possível motivo.


 


Os procuradores adiantaram que Baldenegro foi alvejado pelo menos seis vezes, tendo sido baleado no peito, abdomen e pernas.


 


Um homem de 25 anos, que está a ser procurado como suspeito, também estava na casa e fugiu depois do tiroteio.


 


A Fundação Ambiental Goldman emitiu um comunicado, declarando-se “profundamente perturbada” pelo assassínio e apelou a uma investigação, salientando que Baldenegro era líder do povo indígena Tarahumara.


 


“O seu trabalho incessante, a organizar protestos pacíficos contra o abate ilegal de árvores nas Montanhas da Sierra Madre ajudou a proteger as florestas, as terras e os direitos do seu povo”, afirmou a presidente da Goldman, Susan R. Gelman.


 


Outra ativista indígena ambiental, a hondurenha Berta Caceres, que recebeu o Prémio Goldman em 2015 por organizar a oposição a um projeto hidroelétrico nas terras ancestrais do seu povo Lenca, foi assassinada em 03 de março, quando homens armados entraram na sua casa a meio da noite e dispararam sobre ela quatro vezes.


 


Observadores têm salientado que o assassínio de ativistas ambientais é comum na América Latina. Segundo a organização não-governamental Global Witness, mais de 450 foram assassinados na região entre 2010 e 2014.


 


com Lusa

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D