Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Hora do Planeta

24
Out16

Concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera atinge novo recorde - ONU

SAPO TL

A concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera atingiu o recorde de 400 partes por milhão (ppm) em 2015, um marco sinistro para a saúde do planeta, alertou hoje a ONU. 


 



Foto@ Bernd Settnik / EPA


 


Os gases com efeito de estufa tinham já ultrapassado o limiar de 400 ppm em alguns meses, em locais específicos, mas nunca numa base anual global, indicou a Organização Meteorológica Mundial (OMM), agência das Nações Unidas.


 


No último boletim sobre gases com efeito de estufa, a OMM também registou um "aumento para novos recordes" este ano das taxas de concentração de CO2, prevendo que a média anual se mantenha acima dos 400 ppm "por muitas gerações".


 


O aumento da concentração de CO2 deve-se em parte a um forte "El Niño", fenómeno meteorológico que se regista a cada quatro ou cinco anos com um efeito de aquecimento generalizado.


 


O "El Niño" deu origem a "secas nas regiões tropicais e reduziu a capacidade de absorção do CO2 de florestas, vegetação e oceanos", de acordo com a OMM.


Petteri Taalas, responsável da agência, com sede em Genebra, advertiu que apesar de o fenómeno ter diminuído "as alterações climáticas não".


 


Taalas aplaudiu o acordo conseguido em Kigali no início deste mês, que visa a eliminação faseada dos hidrofluorocarbonetos (HFC), uma categoria de gases com efeito de estufa muito acentuado, mas altamente usada em frigoríficos e aparelhos de ar condicionado.


 


O responsável da OMM advertiu que sem uma ação semelhante para eliminar as emissões de CO2, o mundo vai continuar a falhar os objetivos definidos no acordo histórico de Paris sobre redução de emissões de gases com efeito de estufa.


 


O boletim anual da OMM sobre gases com efeito de estufa analisa a concentração de gases na atmosfera, em vez das emissões.


 


Além do CO2, este relatório monitoriza as taxas de concentração de metano, óxido nitroso e vários outros gases com grande impacto nas alterações climáticas.


 


com Lusa

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D