Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hora do Planeta

30
Abr18

Austrália investe dolar australianu millaun 500 hodi proteje Great Barrier Reef

SAPO TL

Ministru Ambiente ho Enerjia Austrália nian, Josh Frydenberg, anunsia iha loron-domingu ne'e investimentu ida hamutuk dolar australianu millaun 500 (euro millaun 313) hodi proteje Great Barrier Reef, sistema ahu-ruin boot liu iha mundu.

bareira_coral_noticia.jpg

 

Parke Marítimu hosi Great Barrier Reef sei simu tinan-tinan euro millaun 6,3 hodi "manten no alivia serbisu importante" iha área ne'ebé deklara ona hanesan Patrimóniu Humanidade nian, hatutan hosi governante.

"Governu sei investe dolar [australianu] millaun 500 resin, investimentu boot ida ne'ebé maka nunka halo, hodi projete ahu-ruin sira no hametin nia viabilidade no postu serbisu hamutuk rihun 64 ne'ebé maka depende hosi Great Barrier Reef", hatete hosi Frydenberg ne'ebé maka haktuir hosi Efe.

Ministru salienta katak ko'alia kona-ba "planu boot ida hosi inisiativu foun sira, hodi hanoin iha konsellu di'ak sira hosi espesialista sira, hodi serbisu ho di'ak ho autoridade hosi Parke Marítimu Great Barrier Reef nian hodi garanti katak ahu-ruin sira iha oportunidade di'ak liu iha futuru".

Great Barrier Reef, ne'ebé halibur ahu-ruin oioin hamutuk 400, ikan ho espésie hamutuk 1.500 no balada-tasi sira ho variedade hamutuk rihun haat, tinan-tinan kria euro millaun 4.000 resin ba ekonomia sira Austrália ho Queensland nian.

Great Barrier Reef boot hahú estraga iha dékada 1990 tanba impaktu duplu hosi tasi-been ne'ebé manas no aumentu hosi nia asidez tanba prezensa maka'as hosi dióksidu karbonu iha atmosfera.

Iha fulan-Janeiru, governu sentral anunsia ona investimentu ida ne'ebé ekivale ba euro millaun 37,5 hodi aumenta ema no ró sira ne'ebé kombate dezastre fitun-tasi nian ne'ebé han ahu-ruin sira hosi Great Barrier Reef.

Apoiu ne'e fó mós insentivu ba agrikultor sira hodi hamenus kontaminasaun ne'ebé mosu hosi nia atividade no iha limite ho área marítimu sira ne'ebé maka iha ahu-ruin sira.

Fonte: Ajénsia Lusa

30
Abr18

Austrália investe 500 milhões de dólares australianos na proteção da Grande Barreira de Coral

SAPO TL

O ministro do Ambiente e da Energia da Austrália, Josh Frydenberg, anunciou ontem um investimento de 500 milhões de dólares australianos (313 milhões de euros) para proteger a Grande Barreira, o maior sistema de coral do mundo.

bareira_coral_noticia.jpg

 

 

O Parque Marítimo da Grande Barreira passará a receber 6,3 milhões de euros anuais adicionais para “manter e paliar o trabalho essencial” na área declarada Património da Humanidade, acrescentou o governante.

“O Governo vai investir mais de 500 milhões de dólares [australianos], o investimento maior alguma fez feito, para proteger os recifes e assegurar a sua viabilidade e a dos 64 mil postos de trabalho que dependem da Grande Barreira”, disse Frydenberg, citado pela Efe.

O ministro salientou estar a falar de “um amplo leque de iniciativas novas, tendo em conta os melhores conselhos dos especialistas, trabalhando de forma mais estreita com a autoridade do Parque Marítimo da Grande Barreira de Coral para garantir que o recife tem as melhores oportunidades de futuro”.

A Grande Barreira, que acolhe 400 tipos de colar, 1.500 espécies de peixes e 4.000 variedades de moluscos, cria anualmente cerca de 4.000 milhões de euros às economias da Austrália e de Queensland.

O maior recife de coral do mundo começou a deteriorar-se na década de 1990 pelo duplo impacto do aquecimento da água do mar e do aumento da sua acidez devido à maior presença de dióxido de carbono na atmosfera.

Em janeiro, o governo central anunciou um investimento do equivalente a 37,5 milhões de euros para aumentar o pessoal e os barcos que combatem a praga de estrelas-do-mar que comem os corais da Grande Barreira.

Este apoio oferecia também incentivos aos agricultores para a redução da contaminação gerada pela sua atividade e que confina com a área marítima onde se encontram os recifes.

Fonte: Agência Lusa

19
Abr18

Revista Nature: Great Barrier Reef Austrália nian hasoru ona "kolapsu katastrófiku"

SAPO TL

Great Barrier Reef Austrália nian, patrimóniu mundial UNESCO nian, hasoru ona "kolapsu katastrófiku" ida iha ahu-ruin sira durante vaga rai-manas ida iha tinan 2016, "ameasa ida ba diversidade hosi moris marítimu nian", fó sai hosi estudu ida hosi revista Nature iha loron-kinta ne'e.

barreira_coral2018.jpg

 

Tuir publikasaun, ahu-ruin balun hosi superfísie Great Barrier nian mate ona iha tinan 2016 tanba aumentu hosi temperatura sira.

 

Patrimóniu Mundial UNESCO nian dezde tinan 1981, Great Barrier Reef halo parte hosi kilómetru 2.400, iha kosta Leste Austrália nian, no hanesan kompleksu boot liu hosi ahu-ruin iha mundu.

 

Estudu refere katak "ahu-ruin sira reprezenta menus hosi 1% hosi ambiente tasi nian iha planeta Rai, maibé halibur besik 25% hosi moris tasi nian".

 

"Ahu-ruin sira nia mate hamosu ona mudansa maka'as sira iha mistura hosi espésie sira iha ahu-ruin individual atus resin", esplika hosi autor ida hosi estudu, Andrew Baird, ba ajénsia AFP.


Mudansa iha mistura hosi espésie sira no lakon total hosi ahu-ruin sira "iha impaktu ida kona-ba kriatura sira ne'ebé depende hosi ahu-ruin sira ba alimentasaun no habitat", subliña hosi ko-autor Terry Hughes.

 

Estudu apela ba protesaun hosi ahu-ruin sira ne'ebé moris, kalkula besik biliaun ida, depende agora hosi "kualidade di'ak bee nian no hosi diminuisaun ba poluisaun iha tasi-ibun".

 

Bainhira la fó limiti ba aumentu temperatura entre 1,5 grau Celsius no 2 grau Selsius - estabelese iha Akordu Paris nian -, Great Barrier Reef sei bele lakon", hakotu hosi sientista sira.

 

Fonte: Agência Lusa

19
Abr18

Revista Nature: Grande Barreira de Coral da Austrália sofreu "colapso catastrófico"

SAPO TL

A Grande Barreira de Coral da Austrália, património mundial da UNESCO, sofreu um “colapso catastrófico” de corais durante uma vaga de calor em 2016, "uma ameaça à diversidade da vida marinha", revelou hoje um estudo da revista Nature.

barreira_coral2018.jpg

 

De acordo com a publicação, um terço dos corais de superfície da Grande Barreira morreu em 2016 devido ao aumento das temperaturas.

 

Património Mundial da UNESCO desde 1981, a Grande Barreira de Coral estende-se ao longo de cerca de 2.400 quilómetros, na costa Leste da Austrália, e é o maior complexo de recifes de coral do mundo.

 

O estudo refere que os "recifes de coral representam menos de 1% do ambiente marinho da Terra, mas abrigam cerca de 25% da vida marinha".

 

“A morte destes corais causou mudanças radicais na mistura de espécies em centenas de recifes individuais", explicou à agência AFP um dos autores do estudo, Andrew Baird.

 

A mudança na mistura de espécies e a perda total de corais "tem um impacto sobre todas as criaturas que dependem dos corais para alimentação e habitat", sublinhou o co-autor Terry Hughes.

 

O estudo apela à proteção dos corais sobreviventes, estimados em cerca de mil milhões, dependentes agora da "melhoria da qualidade da água e pela redução da poluição costeira".

 

Se não se limitar a subida da temperatura entre 1,5 graus Celsius e dois graus Celsius - estabelecido no Acordo de Paris -, "a Grande Barreira de Coral corre mesmo o risco de desaparecer", concluíram os cientistas.

 

Fonte: Agência Lusa

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D