Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hora do Planeta

16
Mai16

"Pendurar e proibir", a cerimónia tradicional para travar o lixo nas praias de Timor-Leste

SAPO TL

Por António Sampaio, da Agência Lusa

O tronco, enterrado na areia, em cujos ramos secos estão pendurados sacos e garrafas de plástico e um coral marca a proibição que vigora desde hoje nas praias de Díli e que é punida com uma multa de um porco crescido.


 



Foto: Gabinete do Primeiro-Ministro de Timor-Leste



"Entre a estátua do Cristo Rei e a estátua de João Paulo II está proibido arrancar corais e deitar lixo nas praias. Quem o fizer terá que pagar uma multa de um porco crescido", explica Pio Ataíde, lia nain (chefe tradicional) na capital timorense.

A cerimónia Tara Bandu (Pendurar e Proibir) foi conduzida pelos chefes tradicionais no lançamento da campanha "Praia Limpa, Ambiente Saudável" e perante representantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Díli para um encontro de ministros do Mar.

O tronco, de que nascerá uma nova árvore, "ficará aqui entre a terra e o mar", na Praia dos Coqueiros, na Avenida de Portugal, em frente à sede da CPLP, para relembrar a proibição.

Foi abençoado pelo sangue de uma galinha e de um leitão, mortos na praia, regado com cerveja e acolhido pelos cantos tradicionais dos lia nain que convocaram os antepassados para "abençoar a praia".

Na mesma praia, com o mesmo propósito, reuniram-se os chefes tradicionais, com as cerimónias animistas antigas em que relembraram que "a natureza é sagrada", e um grupo de jovens, que há um ano criou o Movimento Tasi Mos (Mar Limpo).

A campanha que hoje arranca é governamental - foi aprovada uma resolução nesse sentido esta semana - envolve várias agências e entidades do executivo mas pode dizer-se que, em grande parte, foi estimulada pela vontade do primeiro grupo de 10 ou 15 pessoas, a génese do Tasi Mos, que se reuniu para limpar uma praia.

"É um movimento social, formado por jovens timorenses com preocupação crescente no âmbito ambiental. Somos frequentadores de praia e temos uma preocupação comum: poder disfrutar das praias de Timor", explicou Gally Soares Araújo, o responsável do projeto, à Lusa.

"As praias têm vindo a deteriorar-se e, por isso, pelo facebook começámos a lançar desafios a convidar as pessoas a vir connosco limpar a praia. Isso tem vindo sempre a crescer e agora o Governo já começou a notar a nossa campanha", afirmou.

São eles a ponta de lança da campanha que, como explicou Estanislau da Silva, ministro de Estado e Coordenador dos Assuntos Económicos e ministro da Agricultura e Pescas, que quer "sensibilizar os cidadãos e o Governo para a importância da limpeza das praias para o desenvolvimento sustentável de Timor".

"Com as praias poluídas não atrairemos turismo, não seremos capazes, nós próprios de desenvolver atividades de lazer nas mesmas. Mataremos os nossos peixes e estaremos a comprometer a saúde das nossas crianças", afirmou.

O lixo marinho foi o tema de um debate promovido antes do lançamento da campanha e onde participaram especialistas de vários países para avaliar recomendações sobre o que fazer nesta temática em Timor-Leste.

O diretor geral do Ambiente, João Carlos Soares, destacou a necessidade de encontrar soluções holísticas e referiu-se aos esforços do Governo para criar medidas tanto a montante como a jusante, para a recolha e tratamento de lixo e para a limpeza a ambiental.

Um problema complexo, disse, como se evidencia em Díli onde a melhoria dos sistemas de drenagem teve o efeito de levar mais lixo para as ribeiras e para o mar.

Danina Coelho, infeciologista do Gabinete de Garantia de Qualidade Na Saúde no Ministério Da Saúde recordou que mais do que os resíduos sólidos visíveis, como o plástico e outros detritos, um dos maiores problemas são a acumulação de microrganismos patogénicos na areia da praia e no mar.

Poluentes que causam problemas gastrointestinais e cutâneos, criando condições para vetores de doenças, como moscas, baratas e ratos.

@Lusa

16
Mai16

"Tara Bandu", serimónia tradisionál hodi la soe lixu iha tasi-ibun Timor-Leste nian

SAPO TL

Hosi António Sampaio, Ajénsia Lusa

Ai-hun, hakoi iha rai-henek, ne’ebé nia sanak maran sira tara hela saku ho garrafa plástiku no korál marka proibisaun ne’ebé vigora Hahú horisehik iha tasi-ibun Dili no kastigu ho multa fahi-boot ida.




Foto: Gabinete Primeiru-Ministru Timor-Leste nian



"Entre estátua Cristo Rei no estátua João Paulo II bandu atu foti korál no soe lixu iha tasi-ibun. Sé mak halo ida ne’e tenke selu multa fahi-boot ida", esplika Pio Ataíde, lia-na’in (xefe tradisionál) iha kapitál timoroan.

Serimónia Tara Bandu halo hosi xefe tradisionál sira iha lansamentu kampaña "Tasi-ibun moos, Ambiente Saudável" no iha reprezentante sira hosi Komunidade Nasaun Lia-portugés sira-nia oin, iha Dili ba enkontru ministru sira Tasi nian.

Ai-hun, hosi ne’ebé sei moris ai ida, "sei hela iha ne’e entre rai no tasi", iha Praia dos Coqueiros, Avenida Portugál, iha sede CPLP nia oin, hodi hanoin hikas proibisaun.

Fó bensa hodi manu-inan ho fahi ki’ik ida nia ran, ne’ebé oho iha tasi-ibun, rega ho serveja no simu ho hananu tradisionál lia-na’in sira-nian ne’ebé harohan ba bei’ala sira hodi "fó bensa ba tasi-ibun".

Iha tasi-ibun ne’e mós, ho propózitu ne’ebé hanesan, xefe tradisionál sira halibur malu, ho serimónia animista antiga hodi relembra katak "natureza ne’e lulik", no grupu joven sira ida, ne’ebé iha tinan ida liubá kria Movimentu Tasi Moos (Mar Limpo).

Kampaña ne’ebé hahú horisehik  tuir governu nian - aprova rezolusaun kona-ba ne’e iha semana ne’e- envolve ajénsia no entidade ezekutivu oioin maibé bele hatete katak, iha parte boot, mai hosi vontade primeiru grupu ema na’in 10 ka 15 nian, jéneze Tasi Moos, ne’ebé halibur malu hodi hamoos tasi-ibun.

"Ne’e movimentu sosiál ida, forma hosi joven timoroan sira ho preokupasaun iha ámbitu ambientál. Ita mak mai iha tasi-ibun no iha preokupasaun komún: bele goza tasi-ibun Timór nian", esplika Gally Soares Araújo, responsável projetu ne’e nian ba Lusa.

"Tasi-ibun sira sai aat  no, tanba ne’e, liuhosi facebook ami komesa fó dezafiu hodi konvida maluk sira hodi mai hamutuk ho ami hamoos tasi-ibun. Ida ne’e hahú buras ba beibeik no agora Governu komesa nota ami-nia kampaña", nia afirma.

Sira mak hun hosi kampaña ne’e, hanesan hatete Estanislau da Silva, ministru Estadu no Koordenadór ba Asuntu Ekonómiku no ministru Agrikultura no Peska nian, katak hakarak "sensibiliza sidadaun sira no Governu ba importánsia hosi hamoos tasi-ibun ba dezenvolvimentu sustentável Timór nian".

"Ho tasi-ibun ne’ebé fo’er ita sei la atrai turizmu, ita sei labele, iha rasik atu dezenvolve atividade lazer iha ne’e. Ita sei oho ita-nia ikan sira no ita kompromete saúde ita-nia oan sira-nian", nia afirma.

Lixu iha tasi mak tema hosi debate ne’ebé promove antes lansa kampaña ne’e no iha ne’ebé partisipa espesialista sira hosi nasaun oioin hodi avalia rekomendasaun kona-ba  sá mak halo iha temátika ne’e iha Timor-Leste.

Diretór jerál Ambiente nian, João Carlos Soares, destaka nesesidade hodi hetan solusaun olístika no refere ba esforsu Governu nian hodi kria medida tantu montante nune’e mós jusante, hodi rekolla no tratamentu lixu no ba limpeza ambientál.

Problema ne’ebé kompleksu, nia hatete, hanesan evidensia iha Dili iha ne’ebé hadi’a sistema drenajen iha efeitu hodi lori lixu ba mota no ba tasi.

Danina Coelho, infesiolojista hosi Gabinete Garantia Kualidade iha Saúde iha Ministériu Saúde rekorda aleinde fo’er sólidu vizível, hanesan plástiku no fo’er sira seluk, hanesan maiór problema ida mak akumulasaun mikrorganizmu patojéniku iha rai-henek sira iha tasi-ibun no iha tasi.

Poluente mak kauza problemas gastrointestinál no kulit, kria kondisaun ba vetór moras sira,hanesan lalar, barata no laho.

SAPO TL ho Lusa

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D