Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hora do Planeta

13
Abr16

Malaui deklara estadu katástrofe naturál tanba rai-maran - Prezidente

SAPO TL

Prezidente Malaui, Peter Mutharika, deklara iha loron-kuarta ne'e estadu katástrofe natural iha nasaun tanba falta hahán, ne'ebé mosu tanba rai-maran ne'ebé atinji Áfrika Austral iha tinan ida resin nia laran. 


 



EPA@ Rungroj Yongrit


 


"Ha'u deklara katak Malaui iha estadu katástrofe natural hafoin períudu rai-maran ne'ebé naruk, durante époka agríkola 2015-2016", hatete hosi Mutharika iha komunikadu.


 


Aleinde Malaui, Mosambike, Zámbia no Zimbabué hasoru susar maka'as iha abastesimentu hahán nian, no Áfrika-Súl deklara ona rai-maran ne'e hanesan ida ne'ebé aat liu iha tinan 100 nia laran.


 


"Diminuisaun hosi kolleita previstu ba batar maka 12% resin relasionadu ho produsaun iha tinan liubá. Ema barak sei hetan susar ba hahán no sei presiza asisténsia humanitáriu iha tinan 2016-2017 nia laran", nia hatutan.


 


Programa Alimentár Mundial (PAM) indika ona katak agora daudaun fó asisténsia ba ema millaun tolu resin iha Malaui, ne'ebé hamutuk distritu 23 hosi distritu 28 maka afetadu.


 


"Situasaun hanesan todan tebes no ami hanoin katak situasaun aat liu seidauk akontese. Sei demora tempu atu situasaun ne'e sai di'ak. Bainhira di'ak iha fulan hirak tuirmai sei laiha signifikadu", hatete hosi David Orr, portavós hosi PAM ba Áfrika Austral.


 


Iha viziñu Zimbabué, ema millaun 2,8 - liu 1/4 hosi populasaun rural - laiha hahán sufisiente. PAM fornese, agora daudaun, asisténsia ba ema rihun 730 resin.


 


ho Lusa

13
Abr16

Malaui declara estado de catástrofe natural devido à seca - Presidente

SAPO TL

O Presidente do Malaui, Peter Mutharika, declarou hoje o estado de catástrofe natural no país devido à falta de alimentos, causada pela grave seca que atinge a África Austral há mais de um ano.


 



EPA@ Rungroj Yongrit



"Declaro o Malaui em estado de catástrofe natural depois dos prolongados períodos de seca, durante a época agrícola 2015-2016", indicou Mutharika, em comunicado.

Além do Malaui, Moçambique, Zâmbia e Zimbabué registam graves dificuldades no abastecimento de alimentos, enquanto a África do Sul declarou esta seca a pior em 100 anos.

"A diminuição da colheita prevista de milho é de cerca de 12% relativamente à produção do ano anterior. Mais pessoas terão dificuldade em conseguir alimentos e vão precisar de assistência humanitária ao longo de todo o ano 2016-2017", afirmou.

O Programa Alimentar Mundial (PAM) indicou prestar atualmente assistência a cerca de três milhões de pessoas no Malaui, onde 23 dos 28 distritos estão afetados.

"A situação é muito grave e pensamos que o pior ainda está para vir. Vai demorar muito tempo até que a situação melhore. Qualquer melhoria nos próximos meses será insignificante", disse David Orr, porta-voz do PAM para a África Austral.

No vizinho Zimbabué, 2,8 milhões de pessoas - mais de um quarto da população rural - não têm alimentos suficientes. O PAM fornece atualmente assistência a cerca de 730 mil pessoas.

com Lusa

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D